Análise Estendida De Custo-Benefício Para Adoção De Vazão Ecológica Em Moçambique: Compartilhando O Rio Zambeze




O delta do rio Zambeze, em Moçambique, recebia recorrentes inundações anuais devido aos ciclos marcantes de chuva e estiagem de sua área de drenagem. Tal movimento caracterizou sua fauna e flora e também o estilo de vida de seus quase 0,5 milhão de habitantes. Desde 1974, entretanto, a hidrelétrica de Cahora Bassa erradicou tais cheias ao administrar o fluxo do rio para a maximização da produção de energia. Objetivando subsidiar a tomada de decisões do poder público – operador da hidrelétrica – quanto à descarga proposital (vazão ecológica), realizou-se uma análise estendida de custo-benefício (AECB) de seis propostas de adoção de vazão ecológica. A mensuração pecuniária dos benefícios para as atividades de subsistência (pesca e agricultura) das comunidades do delta e também para a pesca comercial foi comparada à perda na produção de energia elétrica.


planejamento e políticas públicas






- Sofala;
- Tete


- Português


- Nenhuma restrição


- Biodiversidade das águas interiores e zonas húmidas


- Artigo com revisão pelos pares e teses universitárias


- Identificação, Monitoria, Indicadores e Avaliações;
- Uso Comunitário da Biodiversidade


- Nenhuma / Não aplicável



Download