Estudo sobre o impacto das alterações climáticas no risco de calamidades em Moçambique Relatório Síntese – Segunda Versão




Moçambique tem uma linha de costa de cerca de 2700km. Mais de 60% da sua população de aproximadamente 20.5 milhões vive nas áreas costeiras, a qual em muitos lugares consiste em terras baixas com praias arenosas, estuários e mangais. A sobrevivência e a vida diária nestas áreas depende, em larga medida, dos recursos locais, tais como a agricultura em sequeiro e a pesca, enquanto as infra-estruturas são fracas ou não existentes. Estas condições significam uma alta vulnerabilidade tanto das pessoas como da paisagem aos ciclones tropicais e à subida no nível do mar (Mavume, 2009). De particular preocupação é a tendência das pessoas migrarem para a região costeira, colocando assim em risco mais pessoas, infra-estruturas e serviços.


INGC






- Todas as Províncias


- Português


- Nenhuma restrição


- Geral


- Documentos Oficiais do Governo


- Alterações Climáticas e Biodiversidade;
- Ameaças à Biodiversidade


- Nenhuma / Não aplicável



Download