Novo Programa de biodiversidade para a Reserva de Gilé, APAIPS e Monte Mabu

ce0a442a-740a-4c39-ab03-bf

Foi assinado no final do primeiro trimestre do ano 2019, um acordo geral de financiamento abrangente entre a União Europeia e Governo de Moçambique, incluindo o projecto “Promove Biodiversidade”, prevendo um desembolso de cerca de 13 milhões de Euros. A BIOFUND vai gerir a execução de cerca de 10.2 milhões de Euros e 2.8 milhões de Euros serão geridos pelo Governo de Moçambique através da Administração Nacional das Áreas de Conservação.

O Projecto Promove Biodiversidade vai ser implementado entre o período de 2019 a 2024 tendo em perspectiva a proteção da biodiversidade e melhoria dos meios de subsistência das comunidades rurais, através da gestão sustentável dos recursos naturais. Será ainda providenciado apoio a pesquisas e estudos direccionados para a gestão de recursos naturais.

Este projecto vai cobrir 3 áreas geográficas nas províncias da Zambézia e Nampula nomeadamente: o monte Mabu, a Reserva Nacional do Gilé e a Área Protegida das Ilhas Primeiras e Segundas (APAIPS). Estas áreas foram selecionadas devido à sua rica biodiversidade e grande densidade populacional, visto que são zonas onde os recursos se encontram sob pressão por parte das comunidades locais.

O Projecto representa, igualmente, uma expansão geográfica para áreas formalmente fora do sistema nacional das áreas de conservação, com destaque para o monte Mabu.

Para a BIOFUND “Este projecto agrega um factor inovador, no que diz respeito a execução de projectos tipicamente financiados por esta Instituição, uma vez que vai financiar aspectos como o desenvolvimento de infraestruturas de base e investigação” afirmou Hilario Patricio, Coordenador do Projecto.

A BIOFUND é uma entidade privada, com estatuto de utilidade pública, vocacionada para o financiamento sustentável da conservação da biodiversidade em Moçambique.

Mais detalhes disponíveis no site: www.biofund.org.mz/biblioteca_virtual