A Biodiversidade em Moçambique - O Presidente Filipe Nyusi Inaugura a V Edição da Exposição da BIOFUND

O Presidente da República de Moçambique, inaugurou no Chimoio a V edição anual da exposição “A BIODIVERSIDADE EM MOÇAMBIQUE” e felicitou a BIOFUND por esta iniciativa, que mostra, especialmente às gerações mais jovens, a necessidade de preservar a natureza para garantir o futuro da humanidade.

O Chefe de Estado visitou os 90 painéis expostos no anfiteatro da Universidade Católica de Moçambique, e conversou com mais de duas dezenas de expositores presentes na feira sobre actividades ligadas à conservação que acompanha a exposição, encorajando-os a prosseguirem e expandirem o seu trabalho. O Chefe de Estado assistiu ainda à exibição do filme Elephant defenders, assinalando o lançamento de uma campanha internacional contra a caça furtiva, promovida pela ANAC.

Com o sub-título “A Cultura da Conservação e o Desenvolvimento Sustentável“ a Exposição tem como objectivo sensibilizar a sociedade e, em particular as novas gerações, sobre a importância da biodiversidade em Moçambique. A exposição dá particular enfoque à província de Manica e a paisagem da Reserva Nacional de Chimanimani, conhecida pelo endemismo de várias espécies de flora e fauna.

A exposição estará patente no anfiteatro da UCM até o dia 17 de Agosto e conta ainda com a exibição em salas anexas de 32 documentários sobre abiodiversidade do país. Paralelamente, estão a decorrer várias palestras sobre temas ambiental nos centros de acomodação dos estudantes que participam na XIV edição dos jogos escolares.

A visita do Chefe de Estado foi precedida (no dia 8 de Agosto) por um fórum de debate, que contou com a presença do Vice-Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, Armindo Nuvunga. O fórum serviu para aflorar a problemática da exploração mineira e poluição de sistemas aquáticos na província de Manica, com destaque para mineração artesanal de ouro que, muitas vezes, causa consequências nefastas para biodiversidade, sobretudo, devido a contaminação dos rios com mercúrio. Ainda neste fórum, foram apresentados os resultados do maior levantamento biológico de fauna e flora da Reserva Nacional de Chimanimani, palestra realizada por jovens estudantes de mestrado do Parque Nacional da Gorongosa e o administrador da Reserva Nacional de Chimanimani.

Ainda no âmbito da Exposição de biodiversidade no dia 10 de Agosto foi realizado um evento de educação ambiental na Escola Secundária de Sussundenga, em parceria com a Reserva Nacional de Chimanimani, Governo distrital, FNDS/Mozbio 2, Fauna e Flora Internacional, EcoMicaia e a Associação Gonazololo, evento este que abarcou cerca de 1200 estudantes e residentes da vila de Sussundenga.

Esta actividade, integrou palestras, concursos de desenho, projecção de filmes, jogos de educativos, reciclagem de papel, plástico e metais, entre outras actividades. Foram premiados, estudantes que se destacaram nas actividades de desenho, poesia e reciclagem. Neste dia, foi lançado o projecto de plantio de 500 árvores no distrito de Sussundenga.

Estima-se que até ao final do quarto dia da Exposição de Biodiversidade, mais de 2500 pessoas terão participado no evento, incluindo visitantes provenientes de outros pontos do País.