A BIOFUND lança uma chamada para propostas – Fundo de Emergência imediata COVID 19 para apoio do Sistema Nacional de Áreas de Conservação de gestão publica e privada em Moçambique - Fase 1

O COVID-19 está seriamente a afectar o turismo em Moçambique e também no resto do mundo.

Como é do conhecimento geral de muitos, a BIOFUND – Fundação Nacional para a Conservação da Biodiversidade, tem vindo a acompanhar de perto a situação, analisando possíveis formas de apoiar o sector, neste momento difícil. O Conselho de Administração da BIOFUND, aprovou recentemente o lançamento de um programa específico para este apoio.

Este programa visa mitigar alguns dos impactos mais extremos da pandemia do COVID-19 no sector de conservação de Moçambique, tanto de gestão pública como privada, bem como contribuir com algum rendimento adicional para as comunidades locais dentro e ao redor das Áreas de Conservação.

Um dos maiores riscos da pandemia de COVID-19 para a conservação em Moçambique é a probabilidade de que a perda de receita do turismo resulte na suspensão do patrulhamento nas Áreas de Conservação, tanto nas de gestão privada, como nas de gestão pública.

Para mitigar esse risco, a BIOFUND decidiu criar um Programa de Apoio de Emergência para canalizar recursos para o sector público e privado em Moçambique para permitir o funcionamento básico das actividades de aplicação da lei durante o período em que não há receitas de turismo devido à pandemia do COVID-19. Embora se reconheça que há muitas prioridades nesta crise, este apoio está focado na contribuição para a linha orçamental crítica, de salários dos funcionários, para permitir pelo menos a continuação das actividades mínimas de patrulhamento e garantir o emprego dos fiscais e do pessoal essencial de apoio às patrulhas.

Este apoio será disponibilizado em 2 fases: A Fase 1, de apoio imediato, providenciará subsídios aos operadores do sector privado para cobrir 50% dos custos dos salários dos fiscais por um período de três meses. A Fase 2, a ser finalizada durante este período inicial, será mais abrangente e terá como objetivo ampliar o apoio e prolongar a sua duração. A forma exacta deste apoio será comunicada atempadamente, após a aprovação do Conselho de Administração da BIOFUND.

Para todos os operadores do Sistema Nacional das Áreas de Conservação interessados em obter mais informações sobre como submeterem propostas para a Fase 1, enviem um email para projectos@biofund.org.mz, colocando como assunto “Suporte do Sector Privado”.