Áreas de Conservação receberam 3.108 animais em 2017

A translocação de animais para a Reserva Especial de Maputo (REM) e o Parque Nacional do Zinave (PNZ) já encerrou, tendo sido introduzidos 3.108 animais de diversas espécies que correspondem a 66% dos 4.712 previstos.

A REM recebeu 2.325 animais, dos quais 1.162 vieram da Big Game Park na Swazilândia, nomeadamente 498 impalas, 408 zebras, 194 bois-cavalos, 50 cudos e 12 girafas. A Reserva Ezemvelo da África do Sul expediu 251 inhalas e o Parque Nacional da Gorongosa (PNG) 812 pivas e 100 facoceros.

O PNZ recebeu 783 animais. Deste número, 51 impalas e 2 elefantes foram movimentados a partir do Zimbabwe, 387 pivas e 93 changos a partir do Parque Nacional da Gorongosa e 250 búfalos a partir da Reserva Nacional de Marromeu (RNM).

Para além da REM e do PNZ, a Coutada Oficial no 9, localizada no distrito de Macossa, na província de Manica, recebeu da RNM um total de 200 búfalos.

Espera-se que com as várias espécies de animais translocados, esteja melhorado o produto turístico, o que irá resultar na criação de condições para o investimento turístico e consequente incremento de número de visitantes nas Áreas de Conservação.

Esta operação de translocação constitui um marco histórico, por ser a maior que o país realizou, e pelo facto de o PNG e a RNM terem movimentado algumas espécies de fauna bravia para outras áreas de conservação nacionais.

As áreas de conservação ocupam cerca 18,57 milhões de hectares, que correspondem a cerca de 25% do território nacional e incluem 8 Parques Nacionais, 7 Reservas Nacionais, 1 Área de Protecção Ambiental, 20 Coutadas Oficiais, 3 Áreas de Conservação Comunitárias e 50 Fazendas de Bravio.