Biofund em Destaque na Conferência Internacional Crescendo Azul em Maputo

Moçambique foi palco da Conferência Internacional Crescendo Azul promovida pelo Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas (MIMAIP) entre os dias 23 e 25 de Maio passado, tendo-se destacado a BIOFUND com uma participação multidisciplinar.

A conferência teve como objectivo promover uma reflexão sobre a gestão dos recursos marinhos e costeiros, providenciar auxílio na tomada de decisões e definição de acções para a materialização de uma visão comum para o desenvolvimento sustentável dos oceanos.

A BIOFUND teve o apoio do seu Programa de Contrabalanços financiando pelo CPI/USAID, e participou em vários momentos desta conferência com o tema Juntos pela Valorização da biodiversidade Marinha e costeira de Moçambique”. A participação incluiu um debate no Painel de Alto Nível, uma palestra sobre a importância do mangal no combate a poluição marinha e costeira e um stand com exibição da biodiversidade marinha em Moçambique.

O evento contou com a participação de mais de 500 representantes de Instituições bilaterais, multilaterais, instituições do governo, organizações não governamentais, académia, representantes das comunidades e media ao nível nacional e internacional contando com a participação de S.Excia Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi, de S.Excia Presidente das Seicheles, Danny Faure, e entre outros representantes da região.

O Presidente do Conselho de Administração da BIOFUND, Dr. Abdul Magid Osman na sua participação no Painel de Alto Nível ressaltou os vários aspectos relacionados com a gestão do ambiente marinho em Moçambique e a necessidade de promover um desenvolvimento sustentável baseado na importância dos ecossistemas que possa promover o bem-estar das comunidades.

Ainda no âmbito deste evento, nos dias 24 e 25 de Maio realizou-se no Museu das Pescas, uma  palestra sobre a importância dos mangais na vida dos seres vivos orientada por técnicos da BIOFUND com a finalidade de sensibilizar os jovens estudantes sobre a importância dos mangais na manutenção do equilíbrio ecológico das cidades e da vida dos seres vivos, e esteve patente neste Museu uma exposição de biodiversidade marinha ilustrada através de painéis de exposição e fotografias que representavam a pesca sustentável.

Em parceria com a Universidade Eduardo Mondlane, Faculdade de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Marinha, estudantes do 4º ano guiaram os visitantes que se fizeram presentes na exposição a um passeio incrível de biodiversidade marinha, aquática e costeira de Moçambique.

Esta conferência enquadra-se nas acções previstas pela BIOFUND no âmbito do seu Plano Estratégico e nos seus programas com vista à sensibilização da sociedade civil sobre a urgente necessidade de harmonizar o desenvolvimento económico e a conservação da biodiversidade com particular enfoque para as áreas de conservação em Moçambique.

A BIOFUND contou com o apoio do fotógrafo Pedro Ferreira (www.ferreirasphotography.com) para a exposição fotográfica sobre a vida marinha patente no stand do Centro de Conferências Joaquim Chissano e o Educador Ambiental e fotógrafo Mário Ngonga que colaborou nas palestras realizadas no Museu das Pescas e na sessão fotográfica sobre pesca sustentável.