Dia Internacional das Florestas

dia_mundial_floresta

O dia internacional das florestas foi criado a 30 de Novembro de 2012 por uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas que declara o dia 21 de Março de cada ano como Dia Internacional das Florestas. Esta resolução tem com objectivo sensibilizar as populações para a importância da floresta na manutenção da vida na Terra, encarregando o Secretariado de, em colaboração com os governos e as demais organizações internacionais, organizar anualmente as comemorações do Dia Internacional.

A importância das florestas e a dedicação de um dia em sua comemoração teve início no Nebrasca (EUA), em 1872, face à escassez de árvores e florestas, em que a população decidiu dedicar um dia à plantação de árvores.

As florestas são apelidadas de “pulmão do mundo”, as árvores ocupam cerca de 30% da superfície da Terra, sendo responsáveis pela fotossíntese – processo de produção de oxigénio a partir da absorção de dióxido de carbono (CO2).

De acordo com o inventário florestal de 2007, Moçambique possui cerca 50% do seu território coberto de florestas (aproximadamente 40 milhões de hectares). Apesar do grande potencial florestal, Moçambique enfrenta enormes desafios na gestão destes recursos, em parte devido à grande demanda da indústria florestal, e pelo facto de cerca de 85% das necessidades energéticas serem satisfeitas pela energia de biomassa.

Moçambique tem florestas de miombo e mopane, sendo a de miombo a dominante. A Floresta moçambicana é muito rica e composta por várias espécies como chanfuta, jambirre, umbila, mecrusse, messassa, panga-panga, pau-preto, pau-ferro, pau-rosa, pinheiro, eucalipto, sândalo, entre outras.

Esforços têm sido levados a cabo para a conservação e preservação das florestas em Moçambique, como é o caso da implementação do Projecto REDD+, um mecanismo que visa reconhecer o papel das florestas na mitigação do efeito das mudanças climáticas e a necessidade de compensar os países que contribuem para o efeito, através de medidas que promovam a conservação destas florestas.

Para o ano de 2018 a FAO escolheu como tema para a comemoração do dia: “Florestas e cidades sustentáveis”, com as seguintes mensagens principais:

  • As florestas e as árvores armazenam carbono, o que ajuda a mitigar os impactos das mudanças climáticas nas áreas urbanas e em torno delas.
  • As árvores também melhoram o clima local, ajudando a economizar energia usada para aquecimento em 20-50%.
  • A colocação estratégica de árvores nas áreas urbanas pode arrefecer o ar em até 8°C, reduzindo as necessidades de ar condicionado em 30%.
  • As árvores urbanas são excelentes filtros de ar, removendo poluentes nocivos no ar e partículas finas.
  • As árvores reduzem a poluição sonora, pois protegem as casas de estradas próximas e áreas industriais.
  • As populações locais usam frutas, nozes, folhas e insectos encontrados em árvores urbanas para produzir alimentos e medicamentos para uso em casa, ou como fonte de renda.
  • Combustível de madeira proveniente de árvores urbanas e florestas plantadas nos arredores das cidades fornece energia renovável para cozinhar e aquecer, o que reduz as pressões sobre as florestas naturais e a nossa dependência de combustíveis fósseis.
  • As florestas nas áreas urbanas ajudam a filtrar e regular a água, contribuindo com fontes de água de alta qualidade para centenas de milhões de pessoas. As florestas também protegem as bacias hidrográficas e evitam inundações enquanto armazenam a água em seus galhos e solo.
  • Florestas e árvores nas cidades bem geridas proporcionam habitats, alimentos e protecção para muitas plantas e animais, ajudando a manter e aumentar a biodiversidade.
  • As florestas nas cidades e nas áreas circundantes geram turismo, criam dezenas de milhares de empregos e incentivam esquemas de embelezamento da cidade, criando economias verdes dinâmicas, energéticas e prósperas.
  • Espaços verdes urbanos, incluindo florestas, incentivam estilos de vida activos e saudáveis, melhorar a saúde mental, prevenir doenças e proporcionar um lugar para as pessoas socializarem.