Dia mundial do meio ambiente

meio-ambiente-foto-A

Celebra-se a 5 de Junho o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data foi instituída pelas Nações Unidas em 1972 com o principal objectivo de consciencializar a sociedade a respeito da importância de preservar os recursos naturais, tendo como finalidade criar uma postura crítica e activa em relação aos problemas ambientais existentes no planeta.

Todos os anos, as Nações Unidas apresentam um tema que serve de ponto de partida para o desenvolvimento de acções de celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente em mais de 100 países, com variadas actividades programadas em função desse tema. Para 2018 foi escolhido o tema “Acabe Com A Poluição Plástica”, com o objectivo de chamar governos, sector privado, comunidades e indivíduos a reduzir a produção e o consumo excessivo de produtos plásticos descartáveis, que são de difícil e longa decomposição, contaminando os oceanos, prejudicando a vida marinha e afectando a saúde humana.

meio-ambiente-foto-B

Ao longo da última década, a humanidade produziu mais plástico do que em todo o século passado. Por ano, são consumidos entre 500 bilhões e 1 triliões de sacos plásticos em todo o planeta e, a cada minuto, é comprado 1 milhão de garrafas de plástico. Metade do plástico consumido pelos humanos é de uso único e, anualmente, pelo menos 8 milhões de toneladas de plástico vão parar aos oceanos — é como se a cada minuto fossem despejados nos mares a carga inteira de um camião de lixo plástico. Este material representa actualmente 10% de todos os resíduos gerados pelo homem.

Desde que foi instituído em 1972, o Dia Mundial do Meio Ambiente tornou-se uma plataforma global para a conscientização pública sobre questões ambientais. Na avaliação das Nações Unidas, a data é uma oportunidade para que todos se engajem activamente na protecção da natureza.

meio-ambiente-foto-C

Em Maputo, as celebrações terão lugar no Campo Municipal do Zimpeto, com a presença de centenas de crianças e de algumas figuras públicas. Pretende-se sensibilizar os mais jovens para os perigos dos lixos, principalmente os de plástico.

A acção, de âmbito alargado, é da responsabilidade da Direcção Nacional do Ambiente/MITADER, do Conselho Municipal de Maputo e da New Sigma Holding, Lda.