Junho, o Mês de Celebração dos Oceanos

Sob o Lema das Nações Unidas do Dia Internacional dos Oceanos – Não à Poluição Marinha, no passado dia 8 de Junho, a BIOFUND em parceria com o Museu das Pescas e o Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas (MIMAIP) realizou várias acções de educação ambiental sobre a importância da biodiversidade costeira e marinha para a vida dos seres vivos.

Os oceanos constituem cerca de dois terços da superfície terrestre e contribuem de forma imprescindível não somente para o homem, mas para todo o planeta.

– A poluição marinha é actualmente um grande perigo para os oceanos e coloca em perigo a sobrevivência de várias espécies marinhas, incluindo os gigantes marinhos, como é o caso da raia-manta, tartaruga marinha, dugongo, golfinho, baleias e o tubarão baleia – disse Narci Nuro de Premegi, Secretário Permanente do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas.

A BIOFUND através da sua Exposição de Biodiversidade sobre a biodiversidade marinha, costeira e aquática ilustrada em vários painéis, fotografias sobre pesca sustentável, palestras sobre a importância dos mangais na mitigação do impacto da poluição costeira nos oceanos sensibilizou mais 500 estudantes do ensino primário e superior da cidade de Maputo.

Nesta data foi também enfatizada a importância das florestas de mangal na mitigação dos impactos da poluição costeira e foram discutidos os vários desafios como as mudanças climáticas, crescimento demográfico, degradação do ambiente marinho, perda da biodiversidade, poluição e proliferação do lixo plástico que requerem uma urgente intervenção do homem para que se possa assegurar a saúde dos oceanos e a manutenção dos recursos para geração actual, bem como, para as vindouras.

Esta celebração, decorre num momento em que a BIOFUND prepara-se para levar a cabo, no próximo mês de Agosto de 2019, em Chimoio, a quinta edição da maior exposição de biodiversidade em Moçambique, que almeja uma participação de mais de 5000 visitantes, intitulada: “A Cultura da Conservação e o Desenvolvimento Sustentável”