15 jovens moçambicanos beneficiam de bolsas de estudos para mestrado através do Programa de Liderança para Conservação de Moçambique

cucal-de-burchell

A Fundação para a Conservação da Biodiversidade (BIOFUND) através do Programa de Liderança para a Conservação de Moçambique (PLCM) vai financiar 15 bolsas de estudo para o ano lectivo  2021/2022.

Trata-se de um programa de bolsas de estudos, para o nível de mestrado, que pretende incentivar a formação de jovens estudantes em áreas de interesse para o Sector da Conservação, através da cobertura dos custos de formação e pesquisa científica nas Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal (FAEF) da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Faculdade de Engenharia Ambiental e de Recursos Naturais (FEARN) da Universidade Zambeze (UNIZAMBEZE) e Faculdade de Ciências Naturais (FCN) da Universidade Lúrio (UNILÚRIO). O PLCM alocou cinco bolsas por universidade.

As bolsas de estudos são para os cursos de Mestrado em Maneio e Conservação da Biodiversidade, Desenvolvimento Rural, Planeamento Territorial e Conservação da Biodiversidade, Gestão Ambiental e Recursos Hídricos, Ecologia Aplicada e Gestão das Organizações e Responsabilidade Corporativa, abrangendo jovens recém formados, com idades entre 23 e 27 anos (dos quais quatro raparigas), das províncias de Maputo, Gaza, Inhambane, Sofala, Zambézia, Manica, Nampula e Cabo Delgado. Estes jovens foram seleccionados através de critérios rigorosos após se terem candidatado a um concurso público lançado pelo PLCM em Novembro de 2020.

O PLCM é um programa da BIOFUND financiado pelo projecto Mozbio2 (Banco Mundial), que visa entre outros objectivos, motivar e atrair jovens para a conservação. Para o efeito, o programa criou três principais programas:

  1. Programa de Subvenções de Pesquisa;
  2. Programa de Estágios Pré-Profissionais e;
  3. Programa de Bolsas de Estudo.

Para saber mais sobre as oportunidades e resultados do PLCM clique aqui.