Workshop de encerramento da 1ª edição do programa de estágios pré-profissionais do PLCM

Organizado pela Fundação para a Conservação da Biodiversidade (BIOFUND), em parceria com a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), o workshop foi realizado de forma virtual, no dia dois de Março de 2021 e contou com a participação de todos os estagiários do Programa de Liderança para a Conservação de Moçambique (PLCM).

Sob o lema “O Papel e Envolvimento da Juventude na Conservação da Biodiversidade em Moçambique”, o evento visava colher experiências vividas pelos jovens durante a realização das diversas actividades de conservação, bem como a partilha de lições aprendidas e desafios enfrentados para o fortalecimento das suas carreiras.

Os jovens estagiários e outros profissionais do sector presentes no evento, trocaram experiências e refletiram em torno dos temas sobre a liderança, envolvimento comunitário versus o sucesso no sector de conservação, assim como o papel da juventude e desafios do género na conservação da biodiversidade em Moçambique. Os estagiários destacaram as mais-valias que o programa trouxe para as suas carreiras profissionais e o seu contributo para melhorar sistemas e processos nos centros de estágios onde estiveram inseridos e no desenvolvimento do sector de conservação no geral.

Célio Macheieie, formado em Química Marinha e beneficiário do programa realçou que o programa de estágios serviu para despertar em si e maior interesse pelo sector de conservação. “Pela minha formação nunca pensei em trabalhar na conservação, mas, depois do estágio do PLCM senti-me motivado para desenvolver a minha carreira profissional neste sector”, relatou o estagiário.

Um dos momentos marcantes da cerimónia, foi a eleição do jovem líder do ano 2020 do PLCM, feita através de votação de todos os estagiários. O prémio que visa distinguir e reconhecer o jovem que mais se destacou durante o desenvolvimento de diferentes actividades em defesa da conservação da biodiversidade, foi para a Natércia Parruque, estagiária na Área de Comunicação da BIOFUND.Na ocasião, Natércia Parruque referiu que este reconhecimento despertou ainda mais o seu interesse em trabalhar pela conservação da biodiversidade.

Foram  19 jovens formados em diferentes áreas do saber, que foram integrados em quatro Áreas de Conservação, nomeadamente o Parque Nacional de Banhine, Parque Nacional do Limpopo, Parque Nacional de Zinave e o Parque Nacional do Arquipélago de Bazaruto, e quatro instituições de conservação a nível do país (BIOFUND, ANAC, WWF Moçambique e Centro Terra Viva), que participaram nesta maratona durante um período de 6 a 12 meses, nesta primeira edição do programa de estágios do PLCM. Destacamos e agradecemos o empenho dos supervisores e equipas de apoio nos diferentes locais dos estágios que foram cruciais para o sucesso desta 1º edição de estágios do PLCM!

O PLCM é um programa inserido no Projecto MozBio 2 (financiado pelo Banco Mundial/MozBio/IDA durante 2019-2024), que tem por objectivo elevar a capacidade dos profissionais do sistema nacional das áreas de conservação, motivar e atrair jovens qualificados para o sistema de conservação e atrair o público, os jovens em particular, para a rede da comunidade de conservação.