BCI e BIOFUND incentivam uso do Cartão Bio

BCI---Cartao-Bio

O Banco Comercial de Investimentos (BCI) e a Fundação para a Conservação da Biodiversidade (BIOFUND) acabam de lançar uma campanha para incentivar o uso do Cartão Bio, o primeiro meio de pagamento em Moçambique, produzido com base em material biodegradável, à base de milho, que contribui para a conservação da biodiversidade daqui.

Lançado em 2017, no quadro da parceria entre as duas instituições, este cartão tem ainda como característica não ser tóxico, podendo ser incinerado ou colocado em aterros sem prejudicar o meio ambiente.

Durante a campanha que arrancou a 31 de Maio e que se estende até 30 de Novembro deste ano, serão distinguidos  vencedores, com direito a prémios como uma visita guiada organizada pela BIOFUND, a Áreas de Conservação e a brindes diversos.

Recorde-se que por cada utilização do Cartão Bio, é canalizada uma percentagem do custo transacionado para a BIOFUND, um Fundo Ambiental privado, moçambicano, dedicado à conservação da biodiversidade em Moçambique, sem qualquer custo adicional para o utilizador. Desde o lançamento do Cartão Bio, já foram angariados mais de 10 milhões de Meticais que foram usados para a protecção de rinocerontes no Sábiè Game Park e para a protecção de uma espécie muito rara de palmeira gigante, designada Raphia australis, localizada na Reserva Botânica Bobole, em risco de extinção.

No âmbito da sua política de Responsabilidade Social, o BCI tem apoiado diversas acções de defesa do ambiente, e trabalhado na concretização de projectos visando responder eficazmente aos desafios que Moçambique tem na área da Biodiversidade. Tem ainda desenvolvido parcerias com o Parque Nacional da Gorongosa, assim como com organismos públicos e privados, e outras instituições amigas do ambiente, concedendo-lhes, entre outros, apoios para a organização de iniciativas em prol da biodiversidade.