PLCM celebra o Dia Internacional de Florestas conscientizando os jovens sobre a importância da sua conservação

Por ocasião do Dia Internacional das Florestas, sob lema “Restauração florestal: um caminho para a recuperação e o bem-estar”, a Fundação para a Conservação da Biodiversidade (BIOFUND), através do Programa de Liderança para a Conservação de Moçambique (PLCM) em colaboração com a Escola Portuguesa de Moçambique, através da Associação Unidos pelo Ambiente (UPA), juntou cerca de 100 estudantes do ensino secundário, para uma palestra de reflexão sobre a importância das florestas.

O evento teve lugar nesta Segunda-Feira, dia 21 de Março de 2022, na Escola Portuguesa de Moçambique. De forma interativa, os estudantes partilharam as suas percepções sobre o papel de cada indivíduo para garantir um planeta melhor e livre dos efeitos causados pelo desflorestamento.

Além da palestra, foi igualmente organizada uma exposição com duração de 3 dias, composta por painéis informativos sobre as florestas predominantes em Moçambique, amostras de plantas e camisetes com pinturas ilustrativas sobre a composição florestal feitas pelos estudantes da escola.

Hilário Patrício, Engenheiro Florestal e trabalhador da BIOFUND, foi facilitador da palestra e falou de forma didáctica sobre a importância da conservação das florestas e as consequências da destruição das mesmas. “Assim como o pulmão humano é um órgão importante para a vida do homem, as florestas são consideradas o “pulmão do mundo” pois são responsáveis pelo processo de produção de oxigénio a partir da absorção de dióxido de carbono.

Esta actividade realiza-se no âmbito da cooperação entre a BIOFUND (através do PLCM) e a Escola Portuguesa de Moçambique que visa promover acções de sensibilização ambiental nas escolas.